quarta-feira, 20 de julho de 2011

Vinte e um anos de casados



Hoje, o Senhor nos permite
Mais um ano de convivência
Somos realmente felizes
Não só de aparência

Completamos, assim
Bodas de Zircão
Nomezinho diferente
É pedra de coloração

Pode ser incolor
Como tempo ruim já vivido
Porque passa e não dói mais
Já foi tempo por nós sofrido

Pode ser amarelo dourado
Lembra-nos dinheiro
Confiança de alguns
Prá outros, só cheiro

Pode ser vermelho
Como o sangue do Cordeiro
Que nos livrou da dor
E nos fez felizes por inteiro

Pode ser, também, marrom
Jambo igual a ela
Não poderia ser mais linda
Nem também tão mais bela

Pode ser verde
Que é esperança sem fim
De que Deus me mantenha com ela
Que foi preparada para mim

Qualquer que seja a cor
Qualquer que seja a intenção
Nos amamos realmente
Com todo o nosso coração

Obrigado ao meu Deus
Que nos preparou
Para juntos estarmos
Felizes nesse amor

        “Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem”. Mateus 19:6.

        Quando o amor toca o coração
                               Fernanda Brum

Quando o amor toca o coração
Traz um sentimento maior que a paixão
Basta um olhar, um toque e nada mais
Pra fazer feliz como só você me faz
Deus uniu as nossas vidas de uma vez
E cada dia é o primeiro outra vez
Como um primeiro olhar nada nunca vai mudar
Não vai mudar, não vai mudar...
Quando o amor toca o coração
O tempo pára, a vida vira uma canção
E não há nada melhor do que amar você
Eu nunca vou te perder
Foi Deus quem me deu você
É como poder sonhar
E nunca Acordar”

        Homenagem a nós, por essa união tão abençoada por Deus, que nos uniu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário